Post Cover

Praia, mar e comida boa: onde comer bem no Litoral Norte de São Paulo

Avatar do usuário

Por Rafael Tonon

Atualizado há 3 meses

São Paulo conta com 700 quilômetros de costa, indubitavelmente uma das mais extensas e bonitas de todo o país, com mais de 300 praias e 50 ilhas. Mas é sua porção Norte que encanta ainda mais os visitantes, já que ainda guarda preservadas as maiores belezas desse rico e diversificado litoral, onde a Serra do Mar encontra a paisagem vibrante de praias repletas de beleza.

De São Sebastião à divisa com o estado do Rio de Janeiro, em Trindade, muitas são as paradas para vislumbrar o mar e se sentar na areia, sem pressa do dia acabar. Mas se você busca fazer ótimas refeições entre Ilhabela e Maresias, comer os melhores pratos de Ubatuba e Camburi, preparamos um guia com as melhores opções gastronômicas. É um roteiro imperdível para quem ama comida boa, sombra e água fresca.

Thai pé na areia

Thai pé na areia
Divulgação

O Marakuthai, da chef Renata Vanzetto, mistura referências da cozinha tailandesa com uma atmosfera bem caiçara: o balcão que serve como bar foi construído dentro de uma canoa, por exemplo. As mesas são montadas perto do mar, com pé na areia, e o clima das coberturas de palha com luzes baixas tornam a experiência ali bem charmosa. Mas é a cozinha que conquista: bolinhos de camarão, uma caldeirada para dividir e algumas opções de curry feitos com temperos tailandeses vão muito bem com drinks tropicais da carta da casa.

Dica dos locais

Escolha uma das mesas onde você pode sentir mais a brisa do mar.


Casquinha de siri e muito mais

Casquinha de siri e muito mais
Divulgação

O Viana se tornou um ponto icônico para os frequentadores de Ilhabela: seja pela sua localização de frente para a praia — nas mesas da parte de fora, por exemplo, é possível ficar sentado e partir para um mergulho a poucos metros quando o calor aumenta — seja pelos seus pratos caprichados. Apesar de terem opções de pratos mais substanciosos, os petiscos é que brilham no cardápio.

Dica dos locais

Escolha a icônica casquinha de siri, saborosa e molhadinha, uma referência no Litoral Norte.


Sombra e água fresca

Sombra e água fresca
Divulgação

Na tranquilíssima Praia da Siriúba, o Balena Beach Club é uma ótima pedida para passar o dia todo, aproveitando o mar sem ondas, o baixo fluxo de turistas e os serviços que eles oferecem: espreguiçadeiras, toalhas, protetor solar e até repelente — já que os borrachudos são famosos em Ilhabela. Ainda há ótimas opções de comidinhas - como o tempurá de lula e a ótima casquinha de siri -, além de drinks bem feitos para acompanhar o dia de praia.

Dica dos locais

O Bloody Mary combina com os dias quentes e é feito como manda o figurino, com o equilibrado suco de tomate que faz toda a diferença, apimentado na medida.


A Itália vai à praia

A Itália vai à praia
Divulgação

Nem sempre a fome é de peixe: e quem disse que não se pode ter boas massas na praia? O Capitano, em Ilhabela, quer provar que pode, sim. O ambiente elegante remete à uma cantina paulistana com pé na areia — toalhas nas mesas, luz baixa, móveis rústicos.

Na cozinha, as tradições italianas dão o tom, em pratos como no saltimbocca alla romana — escalope de mignon com presunto cru italiano feito na manteiga e sálvia e servido com penne.

Dica dos locais

Experimente o agnolotti del plin, uma massa al dente recheada com carne suína, bovina e frango.


Um achado em Ubatuba

Com clima intimista e pouco turístico se comparado a outras opções em Ubatuba, o Terra Papagalli é daqueles lugares que tem clima de descoberta — embora já esteja na cidade há 15 anos. O menu, enxuto e certeiro, privilegia os peixes frescos e muda conforme as temporadas. A proprietária Vanice Rall é daquele tipo de anfitriã por excelência: explica o cardápio, conta histórias, fala da origem dos ingredientes. Os pratos, para compartilhar, são simples e deliciosos, com sabor de comida de família: geralmente peixes assados acompanhados de vegetais frescos, tudo feito com carinho.


Fresco, sazonal, orgânico

Fresco, sazonal, orgânico
Divulgação

A proximidade com o mercado de peixes diz muito do menu da americana Christine Bonnell no Café Pagu, bem localizado na Vila dos Pescadores, em Ubatuba. Ela preza pelos peixes frescos, pela comida natural, feita com ingredientes orgânicos e sazonais, com muitas opções veganas e vegetarianas. Dos camarões empanados ao curry indiano, são pratos de comida viva, colorida, comfort para alimentar corpo e alma.


Quer saber mais?

Por aqui, você fica sabendo de novos roteiros que encaixam com o seu perfil

Você receberá e-mails com conteúdos exclusivos do Visit SP. Para mais informações consulte as políticas de privacidade.


Boa cerveja na praia

Boa cerveja na praia
Divulgação

A cerveja artesanal também chegou ao litoral: o Doca 390 é um bar com 13 torneiras para servir uma seleção de bons líquidos feitos com malte e cevada de algumas das melhores cervejarias do Brasil e do mundo. Os petiscos e pratos para acompanhar as cervejas (ou vice-versa) têm acento caiçara, como no caso do pastel de caldeirada ou do polvo flambado ao rum.

Dica dos locais

Há também hambúrguer e cachorro quente com salsichas artesanais produzidas na casa.


Sushi sem firulas

Sushi sem firulas
Divulgação

O Velho Pescador é, como se auto-define, “um boteco com alma japonesa”. Isso significa dizer que se trata de um espaço bastante casual onde o ex-pescador esportivo Nick Zahra prepara alguns dos melhores pokes e sushis de todo o litoral paulista: nos seus cortes, peixes frescos locais (cherne, beijupirá, entre outros) são os maiores destaques. O ambiente informal, dentro de uma galeria em Ubatuba, só deixa a experiência ainda mais autêntica.


Brisa do mar

Brisa do mar
Divulgação

Com unidades em Juquehy e em Maresias (além de uma casa em São Paulo), o Badauê é daquele tipo de restaurante feito para lembrar os seus visitantes que a praia está ali: tanto no ambiente aconchegante e colorido (com decks e sofás para se estirar ao sol) quanto nos ingredientes usados nos pratos. A comida é leve e bem feita, como no caso da pescada amarela com lulas e pesto e da moqueca de peixe com camarão. Ali, tudo tem cheiro de maresia.


No calor da lenha

No calor da lenha
Divulgação

Instalado em uma casa de 1860 em Juquehy, o Gulero serve carnes e peixes que são preparados principalmente na lenha. Cortes de carne como o T-bone e a costelinha de porco chegam à mesa com bons acompanhamentos que variam entre farofa caipira, mandioca cozida ou arroz. Os peixes também são feitos na grelha, como o robalo com pirão e arroz. Ainda há delícias como o arroz de pescador (peixe e frutos do mar) e os camarões grelhados com saladinha de coco.


Alta gastronomia caiçara

Alta gastronomia caiçara
Divulgação

Com formação em alta cozinha (estudou no prestigiado Le Cordon Bleu, na França), o chef Eudes Assis resolveu retornar ao seu local de origem, Camburi, para abrir seu restaurante, o Taioba Gastronomia, onde serve o que chama de cozinha caiçara. Traduzindo em receitas, isso significa pratos como bobó de camarão, frutos do mar à provençal e lula a vinagrete, tudo com primor em técnica e em sabor.


Charme total

Charme total
Divulgação

Na pequena Praia de Toque-Toque, o Pimenta de Cheiro é um dos melhores destinos para quem procura boa comida. O charmoso restaurante, com chão em ladrilho e móveis em madeira rústica, prepara boas receitas, como o beijupirá servido com legumes salteados e banana da terra grelhada com arroz, a sororoca com molho tarê ou o polvo a provençal com fettuccine com tinta de lula. Tudo bem fresco e em bonitas apresentações de encher os olhos.


Do surf ao prato

Comandado pelo casal Edinho e Wanda Engel, o Manacá se tornou um verdadeiro destino gastronômico no Litoral Norte. Criado na década de 1980 para matar a fome dos surfistas que pegavam onda na Praia de Camburizinho, a casa cresceu, se sofisticou e hoje serve deliciosas receitas como o peixe à caiçara (cozido com pimentão e coentro, e acompanhado de pirão e arroz com banana), os camarões cozidos em redução de tangerina e a macia cavaquinha na manteiga de sálvia. Três entre os muitos motivos para ir até lá.


Entre e coma à vontade

Entre e coma à vontade
Divulgação

O Tiê Sahy é um restaurante charmoso com jeito de casa onde a chef Rosana Brito recebe seus visitantes. Pudera: o local também funciona como pousada, e é daqueles refúgios onde o maior luxo é poder não se preocupar com o tempo. Da cozinha, saem pratos como o escondidinho de camarão com purê de mandioca, o risoto de frutos do mar e o bobó servido na panelinha de barro.

Dica dos locais

O bolo crocante de banana com sorvete é para arrematar a aconchegante experiência.


Lounge e boa comida

Lounge e boa comida
Divulgação

O Jundu, que antes já era sucesso por servir boa comida e drinks nas areias da Praia do Prumirim, em Ubatuba, inaugurou recentemente uma nova (e enorme) unidade no Itaguá, comandado por uma das proprietárias da família, a chef Maria Eustáquio, que trabalhou por anos como braço direito do chef Alex Atala, em São Paulo. De frente para a praia, as opções do cardápio são muitas e variadas — de carnes a peixes, de saladas a sushi — sempre bem acompanhados dos coquetéis que saem do bar.

Dica dos locais

O delicioso ceviche vegano é uma boa pedida!


Com o pé na areia

Com o pé na areia
Divulgação

Fincado nas areias da Praia dos Castelhanos, em Ilhabela, o Banana da Terra é daqueles lugares para comer boa comida durante um lindo dia de praia, sob a sombra dos guarda-sóis, o mar ali na frente. Peixes inteiros assados na brasa e servidos na folha de bananeira com farofinha, porções caprichadas e caipirinha de folha de mexerica dão o tom.

Quem precisa de mais?


Uma relação luso-brasileira

Uma relação luso-brasileira
Divulgação

Um português que desembarcou em Ilhabela conheceu ali sua esposa e decidiram abrir um restaurante. A história não é assim tão inédita, mas dá o sabor do relacionamento do casal Sonia e Macedo Fernandes ao Portu-Brasil, o restaurante que criaram para ligar a culinária dos dois países. No cardápio, delícias portuguesas, como o bolinho de bacalhau e a alheira, além de muitas variedades de bacalhau, é claro.

Dica dos locais

Para adoçar ainda mais a relação luso-brasileira, tem pastel de nata de sobremesa.


Almoço com vista

Com uma privilegiada vista para a Praia de Camburi, o Acqua serve pratos baseados no mar que tem a frente, mas com um sotaque italiano e certo requinte. As opções de finger food são de encher os olhos pelas cuidadas apresentações e ajudam a espantar a fome enquanto se espera os pratos, que vão desde lagosta grelhada com purê de batatas e pupunha e cogumelos salteados ao robalo com gnocchis de batata roxa e creme de aspargo.


Praia refinada

Praia refinada
Divulgação

O restaurante da Pousada Azul Maria, na Praia da Baleia, se propõe a servir uma culinária contemporânea, cheia de personalidade, mas sem firulas. Entre os clássicos da casa, estão o camarão empanado com coco e mel picante e a caprichada caldeirada que leva o nome da casa — realmente imperdível. Os pratos mais elaborados incluem um camarão com toque de curry, legumes e gengibre com couscous marroquino e o peixe em crosta de castanhas e aveia com arroz de taioba e banana grelhada.


A Grécia é aqui

Comida grega e praia têm tudo a ver. E o Athenas, cravado no Centro de São Sebastião, é prova disso. Comandado pelos irmãos Kastritseas, serve pratos que remetem à culinária mediterrânea mas com produtos locais, como no camarão empanado com arroz à grega e o filé de pescada com batatas, arroz e um feijão com tempero brasileirinho.

Quer saber mais?

Por aqui, você fica sabendo de novos roteiros que encaixam com o seu perfil

Você receberá e-mails com conteúdos exclusivos do Visit SP. Para mais informações consulte as políticas de privacidade.