Post Cover

Lavandário, artesanato, natureza e gastronomia em Cunha

Avatar do usuário

Por Visit SP

Atualizado há 18 dias

Rodeada pela Serra do Mar, da Bocaina e da Quebra-Cangalha, Cunha, com sua localização privilegiada, é destino natural e gastronômico para o ano todo no interior de São Paulo. Afinal, seus 1100 metros de altitude acima do nível do mar oferecem aos visitantes um ar puro e paisagens de encher os olhos e a alma.

Quem já saiu de São Paulo rumo a Paraty (RJ) provavelmente deve ter passado por Cunha, um dos 12 municípios paulistas considerados estâncias climáticas. Afinal, ela fica a 232 km de São Paulo e 302 km da cidade do Rio de Janeiro em uma estrada de fácil acesso e que, eu seu destino final, rende um roteiro cheio de charme e com preços acessíveis.

A mistura entre as paisagens, artesanato, os campos de lavanda e os sabores – dos restaurantes de qualidade às maravilhosas cachaças e cervejas artesanais – são um convite para a estadia de final de semana ou algo mais prolongado, para relaxar e se deixar levar.

Sabores inconfundíveis


Símbolo centenário

Símbolo centenário
Ken Chu Expressão Studio

Visitar os mercados centrais de cada cidade pelo mundo é uma das formas mais interessantes e saborosas de se conhecer os costumes de onde se está. No Mercado Municipal de Cunha não é diferente. Inaugurado em 1913 e localizado próximo à Igreja da Matriz, oferece queijos, doces, conservas, cachaças e artefatos de couro, além de alimentos como legumes e vegetais.


Doce visita

Doce visita
Divulgação

Esta verdadeira jornada de sabor pode ser completada a poucos metros dali em uma visita a pé à Doceria da Cidinha. Logo da fachada é possível ler o ano de sua inauguração: “desde 1980”. Essa é a senha para o que está por vir, afinal, nada é melhor do que uma doceria tradicional.

Dica dos locais

Ótima opção de parada para um café ou cappuccino acompanhado de fatia de bolo ou do rocambole de doce de leite, de cocada ou quindim. Tudo fresquinho e feito na casa. Hmmmmm!


Tudo da Roça

Tudo da Roça
Divulgação

Mesmo antes de chegar à cidade, ou quando se está indo embora de carro pela estrada Strada Provinciale, Cunha oferece opções para quem quer levar produtos típicos da região.

O Tudo da Roça é um exemplo, oferecendo cafés especiais, queijos, cachaças, cogumelos e doces caseiros, sendo a maioria com colheita ou produção exclusiva.

Dica dos locais

Excelente parada para uma fatia de bolo com café antes de seguir viagem.


Aracatu

Aracatu
Divulgação

Outra parada boa para se despedir – ou receber as boas-vindas – é a Fazenda Aracatu. Nesta auto-intitulada “mercearia gourmet” o destaque é para os pães feitos na casa. Entre os queijos, vinhos e produtos orgânicos, destacam-se também os doces, como a torta de pinhão e o sorvete de iogurte com damasco. A decoração rústica também chama a atenção e faz valer tirar o celular para um retrato de recordação.


Gastronomia em destaque


Quer saber mais?

Por aqui, você fica sabendo de novos roteiros que encaixam com o seu perfil

Você receberá e-mails com conteúdos exclusivos do Visit SP. Para mais informações consulte as políticas de privacidade.

Ilustração
Drão - Divulgação

Não faltam opções na cidade ou no campo para quem procura almoços saborosos ou jantares românticos. O Bethlehem Cozinha Artesanal, por exemplo, é o sofisticado e agradável canto de domínio do chef Gustavo Vieira, autor de pratos que vão do risoto ao escondidinho, feitos para serem apreciados na companhia de um bom vinho ou chope.

Já no Restaurante e Atelier Drão Cozinha os destaques ficam por conta da truta, servida com crosta e mix de castanhas ou ao molho de Shitake, e a torta de maçã de sobremesa. A veia artesanal da cidade também pode ser admirada no atelier do restaurante, onde são vendidos lustres, pinturas e bijuterias exclusivas.

Dica dos locais

Quem busca pratos vegetarianos e opções veganas pode ir sem medo ao Cozinha Flor de Alfazema, que vai encontrar receitas especiais cheias de sabor. É necessário reserva prévia antes da visita.


Belezas naturais


Lavandário

Lavandário
Divulgação

Elencar as belezas de Cunha é, inevitavelmente, citar com destaque o seu Lavandário. Um lugar encantador onde o foco está na lavanda: seja na beleza da vista de suas plantações (nada menos do que 40 mil pés plantados), seja nas delícias servidas no café localizado por lá – feitos com lavanda, claro. Imperdíveis são o chá gelado de lavanda com laranja e o sorvete feito com a planta e que é surpreendentemente saboroso.

Dica dos locais

O dia está ensolarado? Programe-se para chegar na hora do pôr do sol e contemple esse visual.


Pedra da Macela

Se a ideia é curtir belas paisagens, uma parada obrigatória é na Pedra da Macela. A 1840 metros de altitude, é um ponto panorâmico no alto da Serra do Mar onde se avistam a baía de Angra dos Reis e Paraty, no Rio de Janeiro.

Dica dos locais

Apesar de parte do caminho permitir ser feito de carro, a subida final para chegar até lá exige esforço físico – protetor solar e garrafa de água são artigos indispensáveis.


Contemplário

Na volta pela mesma estrada, vale a pena parar no Contemplário Essências Artesanais, um espaço que reúne uma plantação de ervas aromáticas, incluindo a lavanda, mas não só ela, além de um café e uma loja com produtos fabricados por lá.


Cachoeira do Pimenta

Cachoeira do Pimenta
Miguel Schincariol

De fácil acesso por uma estrada de terra (fique ligado apenas se tiver chovido muito) e com uma boa infraestrutura que inclui estacionamento, lanchonete e sanitários, é a Cachoeira do Pimenta. Com diversas quedas d’água, ela não só rende uma paisagem exuberante e momentos de tranquilidade e energização, mas permite também um belo mergulho. Vá preparado: a água costuma ser gelada.

Dica dos locais

Vá preparado: a água costuma ser gelada.


Parque Estadual da Serra do Mar

Parque Estadual da Serra do Mar
Lucas Cuervo

Na Rodovia Paulo Virgínio, Km 56,2, fica o Núcleo Cunha do Parque Estadual da Serra do Mar. Localizado no extremo norte do Parque, inclui as áreas de maior biodiversidade, com espécies em risco de extinção e cachoeiras monumentais. Existem trilhas para todos os gostos – de bicicleta ou a pé – e para sua visitação é recomendável agendar com um guia.


De olho neles!

Ao andar pelas ruas de Cunha é muito comum se deparar com algum carro do modelo Fusca. Tem gente que até brinca de contá-los, tamanha a variedade pela cidade. Nem a fabricante Volkswagen sabe explicar o motivo, mas o fato deles serem de baixo orçamento e fortes tanto no asfalto quanto na terra contribuiu bastante para essa disseminação.


Maravilhas artesanais

Ilustração
Miguel Schincariol

Ir embora de Cunha sem levar uma lembrança da cidade é missão quase impossível, afinal, as opções de artesanato são inúmeras. Uma visita à Casa do Artesão mostra porque Cunha está ganhando cada vez mais o título de Cidade da Cerâmica.

Localizado onde funcionou o primeiro atelier da cidade entre 1975 e 1982, o espaço abriu em 1988 e está disponível para visitação diariamente das 9h às 17h reunindo em uma exposição permanente não só cerâmicas, mas também bordados, pinturas, esculturas e artesania em doces.

Mais ateliês

Estima-se que existam mais de 20 ateliês de cerâmica espalhados pela cidade, portanto, encontrar um para visitar não é difícil. Destaque para o tradicional Suenaga & Jardineiro que desde 1985 utiliza a técnica oriental do forno à lenha Noborigama, mesma técnica usada por Mieko e Mario e nas cerâmicas coloridas do casal Cristiano e Sandra Quirino. Além de conhecer o trabalho desses artistas, as visitas geralmente rendem excelentes histórias.


Cerveja e cachaça


Wolkenburg

Wolkenburg
Divulgação

O apreciador de cervejas e cachaças estará bem servido durante a viagem para Cunha. A cervejaria mais tradicional está no caminho para a Pedra da Macela. É a Wolkenburg, nome cujo significado é “Castelo nas Nuvens”, ou seja, você vai apreciar não só os sabores do malte, lúpulo e levedura, mas também se deleitar com a vista do vale no deck externo.

Uma família de alemães é responsável pela fabricação artesanal das cervejas, portanto, vá preparado para degustar estilos tradicionais como o Helles e o Dunkel.

Dica dos locais

Harmonize essas verdadeiras maravilhas líquidas com salsicha também fabricada localmente.


Lau’s

Lau’s
Divulgação

Nesses mesmos moldes também tem a Cervejaria Lau’s, localizada dentro de uma propriedade, a Fazenda da Barra do Chico do Lau. Seu saboroso happy hour a qualquer hora do dia é também mais uma oportunidade de conexão com a natureza.


Alambiques

E se as cachaças da vizinha Paraty são destaque nacional, as de Cunha não ficam atrás em termos de sabor e qualidade.

Seus alambiques estão concentrados principalmente na parte rural. Não sabe para onde ir? Rume ao Alambique e Empório Renzi ou vá para o Espaço Colar de Ouro. O encontro com cachaças premium que agradam ao bebedor mais exigente está garantido.


COMO CHEGAR

Carro indo de São Paulo: SP-70 (rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto), entre na BR-16 (Presidente Dutra) e pegue a SP-171 (Paulo Virgílio).

Ônibus: não há ônibus direto de São Paulo para Cunha. Embarque até Guaratinguetá e de lá pegue o ônibus para Cunha.

Veja também outros roteiros

Confira o que mais você pode fazer em São Paulo

Quer saber mais?

Por aqui, você fica sabendo de novos roteiros que encaixam com o seu perfil

Você receberá e-mails com conteúdos exclusivos do Visit SP. Para mais informações consulte as políticas de privacidade.