Post Cover

Brechós, antiquários e sebos para garimpar em São Paulo

Avatar do usuário

Por Visit SP

Atualizado há cerca de 1 mês

Comprar itens de segunda mão é tão chique e na moda quanto frequentar as lojas mais luxuosas da cidade, e com o roteiro certo, você pode deparar-se com preciosos achados

Encontrar um livro raro, achar aquela peça de roupa vintage ou aquele candelabro do século 19: eis as pequenas alegrias de quem frequenta sebos, brechós e antiquários.

Sem falar que você tem a oportunidade de contribuir para um mundo mais sustentável gastando bem menos do que em lojas tradicionais. Itens de segunda mão tem muita história para contar, assim como a cidade de São Paulo e esses cantinhos ideais para quem sabe garimpar e, melhor ainda, encontrar!

Curadoria vintage de luxo

Curadoria vintage de luxo
Divulgação

Um dos brechós mais famosos de São Paulo e mais queridos pelas blogueiras de moda e Lifestyle, o B. Luxo tem motivos para tanta fama: é difícil sair de lá de mãos vazias.

Localizado em uma discreta casa na Rua Augusta, ele não chama atenção à primeira vista. A curadoria é impecável, com peças vintage de alta costura e de séculos passados. O brechó também tem uma unidade em Londres, em Notting Hill.


O que sua avó usava

O Brechó Vó Judith é batizado em homenagem a uma Judith de verdade, avó de Simone, dona das lojas. A primeira unidade, no coração da Sé, existe há quase 20 anos e, mais recentemente a loja ganhou uma segunda casa na Vila Madalena. A curadoria tem peças que datam de 1920 e outras, mais recentes, a preços bastante tentadores.

Dica dos locais

O brechó não foca só em grifes, e nas próprias araras você pode ver sugestões de looks hi-lo, que misturam uma peça mais cara com uma bem mais barata.


Charme do começo ao fim

Avanhandava
Rodrigo Soldon/Creative Commons

Continuando pelo Centro da cidade, na charmosa Rua Avanhandava, você encontra o Gato Bravo Vintage Shop, que faz parte do grupo Famiglia Mancini. O espaço é tão convidativo quanto seu endereço. A loja tem desde roupas de décadas passadas, passando por acessórios e chegando em peças de decoração descoladas. O acervo é tão especial que a loja chegou a emprestar algumas peças para filmes, novelas e comerciais.

Um dos destaques merecidos da loja é a curadoria de roupas de festa.

Dica dos locais

Aproveite que você está em uma das ruas mais lindas de SP e estique o passeio para um jantar em um dos restaurantes por ali.


Cheio de frou frou

Prada, Valentino, Gucci… Essas são algumas das marcas que você encontrará no Frou Frou Vintage, que fica na Rua Augusta. A loja funciona desde 2007 no mesmo endereço e tem curadoria de marcas de luxo para homens e mulheres.


Para eles

Em Santa Cecília fica o Brechó Fredericus. Apesar de ter peças para todos os públicos, gostos e tamanhos, o foco da loja é a moda masculina. São dois andares e, ao entrar, você vai notar araras e mais araras de blazer, ternos, camisas e roupas masculina mais esportivas.

Dica dos locais

A loja conta com marcas renomadas e raridades, como Gucci, Prada e Dior, mas também há muitas peças a preços bastante atraentes.


Mais que um brechó

Foto largo do arouche
André B Meireles

O Espaço Brechó Colméia está localizado no lugar que já foi o mais chique e bem frequentado da cidade de São Paulo, o Largo do Arouche. Além da curadoria vibrante, que chama a atenção de quem passa pela vitrine, o espaço tem muitos itens de decoração, com peças do mundo inteiro. A loja é colaborativa, e reúne diversos brechós em um só lugar, além de promover eventos, encontros, debates e workshops!


Quer saber mais?

Por aqui, você fica sabendo de novos roteiros que encaixam com o seu perfil

Você receberá e-mails com conteúdos exclusivos do Visit SP. Para mais informações consulte as políticas de privacidade.


Moderninho baratinho

Perto da Estação Oscar Freire está mais um brechó que faz a cabeça de todas as influenciadoras da internet. O I Need é um espaço descolado e moderninho que garimpa peças da coleção ou da década passada. Você vai encontrar marcas como Farm, Zara ou Bobstore por até R$80.


Para perder as horas

Não muito longe está o brechó Capricho à Toa, próximo à Estação Vila Madalena. Com uma história bonita, que começou como um bazar de fim de ano, a loja abriu as portas oficialmente em 1991, na casa de Denise, a dona. E hoje é um dos maiores espaços de roupas usadas de SP, praticamente um shopping!

O lugar trabalha com marcas e grifes nacionais e internacionais e é fácil perder a noção do tempo lá dentro, por isso vá com um sapato confortável e disposição para garimpar.

Dica dos locais

A cafeteria dentro do espaço é muito charmosa e perfeita para fazer uma pausa no meio das compras, com opções de salgados saudáveis e integrais.


De caída não tem nada

De caída não tem nada
Divulgação

O trocadilho com a expressão brasileira “A casa caiu” traduzida para o francês é só mais um dos charmes do brechó La Maison est Tombée. Alessandra Grohmann, dona da loja e curadora das peças abriu o pequeno espaço na Vila Mariana com o intuito de incentivar um consumo mais consciente e sustentável.

Dica dos locais

A casa ganha muitos pontos pelo atendimento e pelas peças que Alê garimpa em suas viagens, que muitas vezes são de alta costura.


Favorito da ZN

Localizado em Santana, na Zona Norte de São Paulo, o Brechóvisk é um dos favoritos e mais conhecidos da região. Desde 2005, Diana tem a loja que vende roupas masculinas, femininas, calçados e acessórios para todos os tipos de estilo e bolso. A ideia veio de sua mãe, que sempre “passava para frente” peças usadas. A ideia cresceu tanto que virou negócio.


De todas as décadas

Em Pinheiros, fica o descolado brechó Rebajas. A loja, cujo nome significa “desconto” em espanhol, já tem público cativo entre as moderninhas do bairro, que garimpam peças de coleções recentes da Zara, H&M e Forever 21, mas também esbarram em itens vintage que vieram direto do velho continente.


Feira no vão

Existem duas grandes feiras de antiguidades em São Paulo. A primeira é a que acontece no vão do Museu de Arte de São Paulo aos domingos. Quem organiza e toca a Feira de Antiguidades do MASP é a Associação dos Antiquários do Estado de São Paulo, isso mostra que ninguém está ali para brincadeira. Você vai encontrar de tudo: mobiliário, itens de decoração, jogos de porcelana, prataria, acessórios de outros séculos, obras de arte, raridades e itens divertidos.

Dica dos locais

Aproveite que está no vão do museu mais famoso da cidade e emende uma visita ao MASP. E, do outro lado da rua, aproveite um pouco o verde em uma caminhada pelo Parque Trianon.


Feira na praça

Feira na praça
Igor Schutz/Creative Commons

A outra grande feira de antiguidades da cidade é a Feira de Arte, Cultura e Lazer da Praça Benedito Calixto. Ela acontece todos os sábados desde 1987 e conta com mais de 300 expositores. O foco das antiguidades são móveis e itens de uso doméstico, como pratarias e conjuntos de taças, mas também é possível encontrar uma moeda ou um selo raro para sua coleção. As seleções de discos de vinil também não deixa a desejar.

Dica dos locais

Tem muita coisa rolando no entorno da Praça Benedito Calixto durante a feira. Além de outras lojas e espaços colaborativos, você pode dar um pulo na Feirinha Gastronômica que fica em frente à praça.


Ali perto

Não muito longe da Praça Benedito Calixto, na Rua João Moura você encontra outra mina de preciosidades antigas: a Maria Jovem. A vitrine vibrante e colorida tem peças de art déco e das décadas de 1950, 1960 e 1970. A maioria assinada por grandes designers, como Charles Eames. Apesar deste ser o foco da loja, você pode encontrar de um tudo se tiver tempo de sobra para se perder entre tanta cor e mobília.


O mais famoso

Foto sebo do messias/prateleira de livros/biblioteca
Alessa Berti/Creative Commons

Grandes chances de que o Sebo do Messias seja o mais conhecido de São Paulo. Com endereço na Praça João Mendes, no Centro da cidade, ele existe há 49 anos e possui um acervo com mais de 200 mil títulos. Além disso, Messias, o dono do estabelecimento, consegue garimpar edições raras e primeiras edições de grandes clássicos.


Luxo ofuscante

Na Rua da Consolação fica o Began Antiguidades. Essa loja, que adquire muitos itens em leilões pela cidade e pelo mundo, tem grandes e luxuosos destaques, mas sua fama é pelos lustres de cristal Baccarat, que são frequentemente alugados para eventos, ensaios de moda ou programas de televisão. Além de locação de peças, este antiquário oferece a assessoria de decoradores e também serviço de limpeza de lustre.


Amor por livros

A Livraria e Sebo Brandão tem 44 anos de existência e reúne um acervo invejável de itens raros e de colecionador, com obras que chegam ao valor de R$ 27 mil. Mas não se espante, há muitos títulos pela barganha de R$ 10. Acontece que encontrar livros esgotados e antiguidades é uma das paixões de Brandão, dono da rede que também tem uma loja em Recife.


Com hora marcada

O Sebo Canto das Letras tem um acervo invejável de livros de arte, design, arquitetura e fotografia, mas você encontra os títulos mais variados na coleção. Já faz alguns anos que a loja saiu da Rua Augusta e atende prioritariamente com entregas pelo correio (você pode selecionar os livros pelo site), mas os donos Jeferson e Edgar também abrem as portas de sua casa, em Santo Amaro, onde fica a coleção, para alguns sortudos que conseguem marcar a visita com antecedência.


Paraíso dos livros

Uma das maiores vantagens do Sebo Praia dos Livros é sua localização: próxima à Estação Paraíso. O lugar é, inclusive, um verdadeiro paraíso para os estudantes das inúmeras instituições de ensino da região: colégios, faculdades e cursinhos. O acervo tem cerca de 30 mil obras que abrangem os mais diversos temas.


Desculpe a Poeira

Desculpe a Poeira
Divulgação

Para fechar o roteiro, um cantinho pequeno e simpático. O Sebo Desculpe a Poeira não é o maior nem o com mais títulos raros, é uma loja na garagem de um dos “prédios da Hípica”, como são conhecidos os apartamentos de 3 andares em Pinheiros. A loja é uma extensão do blog do jornalista Ricardo Lombardi, do Estadão, e conta com itens de sua coleção pessoal.

Dica dos locais

Destaque para a sessão machadiana, com livros que orbitam em torno das obras de Machado de Assis, seja para compreender melhor suas obras ou entender a extensão de sua influência literária.

Quer saber mais?

Por aqui, você fica sabendo de novos roteiros que encaixam com o seu perfil

Você receberá e-mails com conteúdos exclusivos do Visit SP. Para mais informações consulte as políticas de privacidade.