Post Cover

Tudo que você precisa saber para curtir as belas paisagens, histórias e aventuras dos Caminhos do Tietê

Avatar do usuário

Por Michelle ( Hi Mundim)

Atualizado há 3 meses

Com opções de turismo de aventura, natureza, gastronomia e compras, o Circuito Caminhos do Tietê reúne cidades da região central do estado de São Paulo que se beneficiam do rio. Fazem parte deste roteiro: Ibitinga, Iacanga, Arealva, Itaju, Bariri, Bocaina, Itapuí, Jaú, Dois Córregos, Mineiros do Tietê, Barra Bonita e Igaraçu do Tietê.

O Tietê tem 1136 km de extensão e corta todo o estado até chegar ao Rio Paraná, na divisa com o Mato Grosso do Sul. Em seu trajeto passa pela Capital, local com alto índice de poluição, mas também tem trechos limpinhos e navegáveis, e são eles o foco deste roteiro!

Você pode escolher um destino para conhecer ou combinar vários em um final de semana. Por exemplo: que tal fazer um passeio de barco em Barra Bonita e compras em Ibitinga? Ou experimentar macadâmias em Dois Córregos e curtir as águas limpas do rio em Arealva? Nesse circuito turístico não faltam opções de lazer!

Terra da macadâmia

Terra da macadâmia
Divulgação

Doce, salgada, em tortas, bolos, com chocolate… Não importa como, mas quem visita Dois Córregos precisa experimentar a sua macadâmia!

Dois Córregos é um dos maiores produtores nacionais da noz. A colheita começa em janeiro e vai até julho.

Talvez o jeito mais famoso de degustá-la seja em uma versão cremosa e gelada. A mais conhecida na cidade (e fora dela) e também a mais vendida é o sorvete de macadâmia caramelizada produzido pela sorveteria Marcheti Ponto Doce. É um estabelecimento familiar que produz sorvete de forma artesanal há mais de 50 anos.

Dica dos locais

Todos os anos a cidade promove a Festa da Macadâmia com shows, culinária e concurso de gastronomia. O evento geralmente acontece no segundo semestre.


Chuleta concorrida

Chuleta concorrida
Divulgação

Também famoso em Dois Córregos é o restaurante Fogão de Lenha – Ponto da Chuleta. Com ambiente rústico e simples, a especialidade é a bisteca de boi.

O local também serve galinhada, T-Bone, matambre, peixe frito e diversas porções.

Dica dos locais

Chegue cedo para conseguir fazer o pedido, pois é bem concorrido.


Parque aquático

Parque aquático
Divulgação

Uma boa opção para se refrescar em Dois Córregos é o Thermas Pacu Ácqua Park.

Tem estrutura para atender a família toda com piscinas, toboáguas, rampas molhadas, cascatas, piscina infantil, piscina com passeio de boias, park seco infantil, restaurante, choperia, lanchonetes, barraca do açaí, pesqueiro e outras atrações.

Ilustração
Divulgação

Descanso e boa comida

Descanso e boa comida
Divulgação

Para quem procura um lugar para relaxar, pescar e comer bem em Dois Córregos a dica é conhecer o Pesqueiro Jussara.

É um lugar bacana para passar o final de semana com família e amigos.

Dica dos locais

Vale a pena experimentar o filé de tilápia e a porção de javali!


Rios e matas

Rios e matas
Divulgação

Com muitas trilhas em meio a mata, Bariri, localizada em pleno Planalto Central Paulista, é destino para quem curte ecoturismo. Viajantes buscam a cidade para praticar cicloturismo e também esportes de aventura nos rios Tietê e Jacaré Pepira.

Dentro da cidade há o belo lago municipal, com gramado e muitas árvores. Bom para um passeio no final da tarde.


Quer saber mais?

Por aqui, você fica sabendo de novos roteiros que encaixam com o seu perfil

Você receberá e-mails com conteúdos exclusivos do Visit SP. Para mais informações consulte as políticas de privacidade.


Aventura automobilística

Aventura automobilística
Divulgação

Em Bariri um passeio muito bacana e original é visitar o Museu Mário Fava, criado para contar a história de uma das maiores aventuras automobilísticas do mundo. Lá o visitante encontra tudo sobre a primeira viagem de carro entre Brasil e Estados Unidos feita por três brasileiros: Leônidas Borges de Oliveira, Francisco Lopes da Cruz e Giuseppe Mário Fava.

Para a aventura eles viajaram a bordo de um Ford T, batizado de Brasil e fabricado em 1918, e uma caminhonete denominada São Paulo, também Ford modelo T e fabricada em 1925.

A expedição saiu em 1928 do Rio de Janeiro e chegou a Nova York em 1938, depois de superar florestas, pântanos, rios caudalosos e a temível Cordilheira dos Andes. Os três retornaram ao Brasil dez anos depois.


Passeio de barco pelo Tietê

Passeio de barco pelo Tietê
Divulgação

A cerca de 300 quilômetros de São Paulo, Barra Bonita é conhecida pelos passeios na eclusa do Rio Tietê. Esse programa é o mais procurado pelos turistas. Diversas embarcações modernas, confortáveis e seguras oferecem o passeio pelo rio que nessa região é limpo, navegável e possui variadas espécies de peixes.

Durante o trajeto o turista faz a eclusagem, processo no qual a embarcação é elevada a uma barragem de nível superior ao leito do rio. Trata-se de uma monumental obra de engenharia hidráulica que fica junto à Usina Hidrelétrica de Barra Bonita. É a atração turística mais conhecida da cidade.

O passeio dura cerca de 3h30 e sai do Centro Turístico de Barra Bonita.


Atrações para família

Atrações para família
Divulgação

Barra Bonita também oferece outras atrações. No centro da cidade, na Orla Turística, fica a Praça do Teleférico. O local possui parque infantil, pista de kart, um lago onde é possível passear de pedalinho e um teleférico. Há ainda vários quiosques de alimentação.


Arte e cultura

Arte e cultura
Divulgação

Um dos lugares mais visitados pelos turistas em Barra Bonita é a Praça do Artesanato, que fica em frente ao porto de embarque. Reúne diversos quiosques de artesanato regionais que vendem cerâmicas, objetos em madeira e tecelagem, souvenires, peças de decoração, presentes e artigos importados.


Cartão-postal

Cartão-postal
Divulgação

A Ponte Campos Salles, também conhecida como a Ponte dos Arcos é o maior patrimônio de Barra Bonita e cartão-postal da cidade. Sua estrutura inteiramente metálica foi encomendada pelo então presidente da República Campos Salles, importada da Alemanha, montada em Barra Bonita e inaugurada em 1915.

A ponte une Barra Bonita a Igaraçu do Tietê e possui entre os pilares centrais um alçapão que dáva passagem às embarcações que durante as enchentes no Rio Tietê transportavam café, cereais, madeiras e demais produtos da região, antes da construção das barragens.

Dica dos locais

Outra atração bacana e que conta um pouco sobre a história de Barra Bonita é o passeio de bonde, que sai em frente da feirinha de artesanato. O tour passa pelos principais pontos turísticos da cidade.


Esportes de aventura

Esportes de aventura
Divulgação

A pequena cidade de Bocaina, com suas fazendas de pecuária de corte e leite, uma usina de beneficiamento de leite de búfalas e com seus casarões dos áureos tempos do café, é também um destino para os amantes dos esportes de aventura.

É no Rio Jacaré Pepira, que nasce na divisa dos municípios de Brotas e São Pedro, na Serra de Itaqueri, que os turistas se aventuram. Com aproximadamente 174 quilômetros de extensão, ele é muito utilizado para a prática de esportes náuticos e de esportes de aventura.

Além disso, conta com fauna abundante. É possível observar diversos animais em suas margens, como macacos, quatis, tucanos, mergulhão, além de 34 espécies de peixes em suas águas.

Dica dos locais

Nos dias quentes, as proximidades da Ponte do Modesto são bem requisitadas para banhos de rio!


Café e macadâmia

Café e macadâmia
Divulgação

Assim como Dois Córregos, Bocaina é produtora de macadâmia. E também de café, isso desde os tempos áureos do Ciclo do Café Paulista.

Entre as grandes fazendas está a Bananal, que mantém até hoje expressiva produção cafeeira.

A Fazenda Retiro é destaque no cultivo de café orgânico e também de macadâmia, produzindo barras de cereais e até farinha da noz.

A cultura cafeeira permanece viva na cidade e pode ser vista em suas fazendas e em seu centro histórico, totalmente preservado.


Turismo de fé

Em Bocaina a centenária Festa de São João atrai milhares de turistas. Ela acontece no dia 23 de junho há quase 130 anos e chega a receber mais de 10 mil visitantes. Durante a festa, fiéis católicos mantém a tradição de caminharem descalços em cima de um braseiro.

A celebração começa na Igreja Matriz, onde devotos acompanham a benção do mastro e a benção do bolo de São João, tradicional em todo início da festa.

Dica dos locais

Ao visitar a Igreja Matriz de São João Batista não deixe de se admirar com as 13 últimas telas sacras de Benedito Calixto.


Cultura às margens do Tietê

Cultura às margens do Tietê
Divulgação

Conhecida por ter sediado o Festival Águas Claras – o Woodstock brasileiro - nas décadas de 1970 e 1980, Iacanga hoje é famosa por sua Festa do Peão, que acontece desde 1974 sempre na segunda quinzena de abril.

A cidade fica às margens do Rio Tietê e sua Praia das Palmeiras é um dos principais pontos turísticos, assim como o belo Lago Municipal, sede de diversos eventos, como o Ano Novo.

Dica dos locais

Em 2011 a cidade inaugurou o Aquário Tietê, que traz variadas espécies de peixes do rio e ensina crianças e jovens sobre a importância da preservação do meio ambiente.


Artesanato

Com mais de 40 anos de história e cerca de 600 artesãos, a Feira do Artesanato de Ibitinga - Patrimônio Cultural Imaterial do município -, é conhecida pelos encantos do bordado. É a maior feira a céu aberto do interior paulista e atrai milhares de turistas. Funciona todos os sábados, das 5h às 13h30. A variedade de produtos e os preços mais em conta são os grandes atrativos.

Anualmente a cidade promove a Feira do Bordado de Ibitinga (FEBI), com shows e diversos estandes dos fabricantes de enxovais de cama, mesa e banho. A estrutura da Feira conta com praça de alimentação, parque de diversões e um pavilhão exclusivo para outros tipos de produtos.


Turismo rural

Turismo rural
HiMundim

Na zona rural de Ibitinga fica a Fazenda Voltinha, um passeio bacana para toda a família. O local tem como atrativo um museu que conta muito da história do campo no interior paulista. Destaque para o antigo sistema de armazenamento e beneficiamento de café.

Além do museu, há um amplo pátio coberto e decorado com peças típicas de artistas da região.

Dica dos locais

Outra atração da Fazenda Voltinha é a trilha dos Macacos, famosa por permitir certa interação com os primatas.


Compras

Compras
Divulgação

Jaú é a “Capital Nacional do Calçado”. Prova disso é que o Território do Calçado chega a receber cerca de um milhão de turistas todos os anos. São dois shoppings de calçados - direto da fábrica - e mais de 200 lojas com preços especiais para o consumidor que pode comprar no atacado ou varejo.


Turismo cultural e ecológico

Turismo cultural e ecológico
Divulgação

Em Jaú, a centenária Fazenda Mandaguahy recebe visitantes em um projeto de Turismo Rural. Erguida em 1858, tem 14.520 hectares. No local também tem alambique de cachaça artesanal, pomar, senzala, cachoeira e culinária típica do interior.


Santo brasileiro

Santo brasileiro
Divulgação

Às margens do Rio Tietê, o viajante que visita Jaú pode conhecer a história de Frei Galvão, ou Santo Antônio de Sant'Ana Galvão, o primeiro santo brasileiro. Frei Galvão esteve presente em Jaú, nas águas do Rio Tietê, e realizou o milagre da bilocação (estar em mais de um lugar ao mesmo tempo).

Todo ano, sempre no mês de maio, é realizada a missa campal no Condomínio Frei Galvão. Peregrinos rezam e caminham até o local da missa, onde são distribuídas as pílulas de Frei Galvão. Acredita-se que sejam milagreiras.

Dica dos locais

O visitante pode escolher entre a via terrestre ou fluvial para fazer esse roteiro religioso, chegando próximo ao local do milagre por meio de um atracadouro.


Belezas naturais

Belezas naturais
Divulgação

Estância Turística desde 1994, Igaraçu do Tietê oferece muitas maravilhas naturais, como o Rio Tietê, que margeia o município. Por lá está a eclusa José Bonifácio de Andrada, com o elevador fluvial que traz inúmeros visitantes para a eclusagem.

Igaraçu também tem uma prainha fluvial com infraestrutura turística incluindo estacionamento, campos de futebol, quadras poliesportivas, jardins, atracadouro para embarcações, quiosques para churrasco, além da Gruta Nossa Senhora de Lourdes com uma bela queda d’água.

Dica dos locais

Aproveite a visita e vá até o Mirante do Vale, na Avenida João Tuschi. O lugar tem uma vista para o Rio Tietê e para Barra Bonita.


Mar Azul

Mar Azul
Divulgação

Chamada de “Cidade Mar Azul”, Itapuí é banhada pelas águas do Rio Tietê e tem como principal ponto turístico sua prainha de água doce. O local é muito utilizado para a prática de esportes, pescaria, piquenique, banho de rio e lazer, pois tem parquinho para as crianças e diversos quiosques.

Dica dos locais

Vale a pena aproveitar o pôr do sol no lugar.


Mais belezas naturais

Mais belezas naturais
Divulgação

A cidade de Mineiros do Tietê reúne uma série de atrações e belezas naturais. Entre as mais visitadas está o salto Dom Pedro II, uma queda d’água com cerca de 10 metros de altura. Fica no Ribeirão São João.

Outra atração da cidade é a represa do Rio Tietê, formada pela Hidrelétrica de Barra Bonita. Trata-se de um grande lago com aproximadamente 7 km de largura. Fica em uma área rural, a 15 km da cidade. Nesse local, os visitantes podem pescar, acampar e praticar esportes náuticos.

Dica dos locais

Visite a Serra do Morro Alto e a Pedra Branca no Baixão da Serra. O lugar tem mata nativa fechada, com riachos, cachoeiras e animais selvagens. Possui também três grandes morros de pedras e paredões no seu interior. Bacana para praticar enduros e trilhas


Visita importante

Visita importante
Divulgação

Com um casarão imponente, a Fazenda Imperial, em Mineiros do Tietê ficou conhecida por ter sido palco de um dos mais importantes fatos históricos ocorridos na região.

O local recebeu dois hóspedes de alta estirpe: Dom Pedro II e a Imperatriz Tereza Cristina. O casal veio seguindo a Rota dos Bandeirantes, pelo Rio Tietê, para a inauguração da Estrada de Ferro em Mineiros.

Com 1.200 metros quadrados de construção e 22 cômodos, o casarão onde o casal ficou hospedado fica na Fazenda Imperial.


Praia e cachoeiras

Praia e cachoeiras
Divulgação

Em Arealva você encontra prainha de água doce e muitas cachoeiras.

A prainha da cidade foi revitalizada e fica às margens do rio. É o principal atrativo turístico, com áreas arborizadas e belezas naturais, serviços e instalações de lazer, hospedagem, alimentação, bebidas, e mirante para contemplação, além de quiosques com churrasqueiras, duchas, estaleiros para pesca, píer para banhistas e pesca, rampa para embarque e desembarque de embarcações, sanitários, área para camping, entre outros.

Fica a 2 km da cidade, na rodovia vicinal Rodrigo Candioto Pereira.

Dica dos locais

Arealva também é famosa por suas cachoeiras na zona rural, formadas por águas e corredeiras do Ribeirão Bonito. Tem a cachoeira Babalim, na estrada Arealva/Santa Isabel, Km 13, e a cachoeira Santa Isabel, na propriedade Rural de Marcos Sardinha, no Bairro

Veja também outros roteiros

Confira o que mais você pode fazer em São Paulo

Não encontramos nenhum roteiro dessa categoria nessa região.

Veja em outras regiões.

Quer saber mais?

Por aqui, você fica sabendo de novos roteiros que encaixam com o seu perfil

Você receberá e-mails com conteúdos exclusivos do Visit SP. Para mais informações consulte as políticas de privacidade.